Rua Treze de maio, 485 - Estância Pinhais - Pinhais - PR - CEP 83323-170 (41) 3086-1102 (41) 3086-1202
HOME QUEM SOMOS PRODUTOS SERVIÇOS CONTATO
   
 
CONHEÇA NOSSOS PRODUTOS
Usinas de Oxigênio Usinas de Nitrogênio Centrais de Vácuo Centrais de Ar
Comprimido
Compressores Secadores e Filtros
As Usinas de Oxigênio DRO2 são projetadas e produzidas com tecnologia PSA... O nitrogênio em sua forma gasosa tem uma larga aplicação na indústria... O vácuo é amplamente utilizado em ambientes hospitalares e sua aplica ... em desenvolvimento Conheça nossa linha de geração de ar comprimido... Soluções completas para tratamento de ar comprimido...
Ler maIs Ler maIs Ler mais Ler maIs Ler maIs Ler mais
           
 
   
  Usinas de Oxigênio PSA
   
 
  • Oxigênio na
    Medicina
  • Oxigênio na
    Indústria
  • Oxigênio no
    Meio-Ambiente
 
O Canadá é o país do mundo com maior número de unidades de saúde a utilizar a tecnologia PSA (pressure swing adsorption) na produção de oxigênio medicinal como fonte primária de fornecimento.

Em 1987, o método PSA foi introduzido pela primeira vez nos hospitais da província do Manitoba, como fonte alternativa de suprimento de oxigênio, motivado pela grande e inesperada elevação nos preços do oxigênio fornecido na forma líquida.

Em 1992, devido aos resultados observados nas primeiras experiências, 22 outros hospitais optaram pela geração local de oxigênio pelo método PSA.
Em 1999, com o objetivo de obter parâmetros econômicos e funcionais do método PSA, 48 hospitais acederam participar de um estudo que se estendeu por 3 anos, onde foram observados os impactos que esta tecnologia poderia causar na prática da medicina e nos resultados terapêuticos além dos resultados econômicos. Após este período de análises clinicas e financeiras, 43 hospitais dos 48 participantes constataram uma redução media de custos de 62% e adotaram o método como fonte primaria de suprimento de oxigênio.

Com o constante avanço da tecnologia e a formulação de materiais e equipamentos de maior eficiência, o método foi aperfeiçoado e, a comprovada viabilidade econômica e segurança oferecida, fez com que este viesse a ser adotado nos hospitais de forma exponencial, o que fez do método PSA a opção ideal para suprimento de oxigênio para aplicações medicinais.

A capacidade de adsorver os gases atmosféricos e disponibilizar o oxigênio a uma concentração de 95% do volume torna o gás adequado ao uso medicinal, atendendo aos parâmetros exigidos pela ANVISA no que se refere à qualidade do produto final.

Atualmente, pela sua facilidade de produção e condições de pureza é indicado e largamente utilizado para uso terapêutico em tratamentos intensivos, cirurgias, nebulizações, bem como na movimentação pneumática de aparelhos de anestesia, respiradores de UTIs e secagem de instrumentos cirúrgicos.
   
 
   
O oxigênio, sem dúvidas, é o mais conhecido dos gases por suas propriedades medicinais, porém sua aplicação em processos industriais é bastante comum e agrega inúmeros benefícios econômicos.

Sua aplicação industrial mais comum é em siderúrgicas e metalúrgicas. É largamente utilizado nos processos de corte e solda, combinando-se com outros gases como glp, acetileno, argônio e dióxido de carbono. Também é utilizado na produção de ligas metálicas em fornos de fusão. O oxigênio, puro, ou em mistura com outros gases industriais, é hoje indispensáveis em operações de cortes, soldas e processos de combustão.

O oxigênio é também amplamente utilizado para enriquecimento do ar em fornos, onde oferece vantagens com redução do consumo de insumos de petróleo, aumento de produção e melhor controle de temperatura.
Outra importante aplicação do oxigênio é na indústria de papel e celulose, sendo utilizado no branqueamento de celulose. É também usado na oxigenação dos licores negro e branco, enriquecimento do ar nos fornos de cal e na indústria cerâmica.

Além das aplicações mencionadas, o oxigênio é usado ainda em queimadores oxi-combustíveis para fornos de vidro, chumbo, cobre, alumínio, aço, fero fundido e fornos rotativos em geral. Também é utilizado como agente de reação em alguns processos químicos e para geração de ozônio.
 
Com a evolução dos processos industriais e o conseqüente surgimento de inúmeros produtos que rapidamente tornaram-se de primeira necessidade, a atividade industrial adquiriu um caráter essencial na sociedade contemporânea. Embora a sua importância seja indiscutível, a atividade industrial costuma ser responsabilizada, e muitas vezes com justa razão, pelo fenômeno de contaminação ambiental. O tratamento do efluente ambiental pode ser realizado através de diversos processos, porém, queremos aqui destacar o processo aeróbico, onde aplica-se o método de oxidação por aplicação de oxigênio. Este tipo de processo fundamenta-se na utilização de bactérias e fungos que requerem oxigênio molecular, e é utilizado quando a natureza não consegue absorver a carga de poluentes existentes na água.

Este processo é largamente utilizado em indústrias de papel e celulose, onde o índice de contaminação ambiental é elevado devido aos processos de fabricação do papel e celulose.

Além das indústrias de papel e celulose, o oxigênio também pode ser utilizado no tratamento do efluente não industrial, como, por exemplo, no tratamento de esgotos de uma grande cidade. Neste caso ele pode ser usado na sua forma tri atômica, o ozônio.
 
Produtos
 
  Usinas de Oxigênio PSA
  Usinas de Nitrogênio PSA
  Centrais de Vácuo
  Compressores
 
 
Compressor a Parafuso
Compressor a Pistão
  Secadores de Ar
 
 
Secador por Adsorção
Secador por Refrigeração
   
 
       
  Usinas de Oxigênio Usinas de Oxigênio Manutenções em Usinas PSA
  Centrais de Ar Comprimido Usinas de Nitrogênio Reformas de Usinas PSA
  Centrais de Vácuo Compressores Projetos e execução de Redes
  Manifolds Sopradores Manutenções em Compressores
    Secadores de Ar  
    Reservatórios  
    Painéis Elétricos  
       
www.dro2.com.br   dro2@dro2.com.br
  ©2019 Copyright DRO2 Gases Hospitalares e Industriais